Hotel Sheraton deve gerar 200 empregos em Santos

Atualmente em obras, prédio será inaugurado no primeiro semestre de 2018

A chegada a Santos do Sheraton, uma das marcas hoteleiras mais fortes do mundo, já tem prazo definido: primeiro semestre de 2018. Atualmente em obras, o prédio que compõe o complexo comercial Praiamar Corporate, na Rua Guaiaó, na Aparecida, deve gerar até 200 empregos diretos, segundo o diretor do Grupo Mendes, Paulo Mendes.

O grupo santista vai construir e equipar a torre de hotelaria, com o Sheraton administrando as instalações de hospedagem.

“Vamos entregar o hotel para a rede Sheraton em fevereiro. Eles fazem a revisão e a contratação do pessoal. Esse processo deve levar uns dois meses, no máximo. Então, o hotel funciona como soft open (período de testes). Atualmente, 80% do prédio está pronto”, comenta Mendes.

Chama a atenção no projeto do Sheraton a inclusão de flats residenciais nos últimos andares. Mendes afirma que a ideia não tem a ver com a crise.

“O projeto é o mesmo desde o início. Não tínhamos como objetivo fechar o prédio inteiro com suítes. Vamos operar com 204 suítes. A crise nos faz pensar nos investimentos, mas temos convicção que a situação do País vai melhorar e a região vai absorver o Sheraton”.

De acordo com a Prefeitura, Santos conta atualmente com 23 hotéis, com 1.903 unidades de habitação, totalizando 4.306 leitos. Se somados com os três flats e três hostels presentes no município, a marca alcançada é de 4.849 leitos.

Presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sinhores), Salvador Gonçalves Lopes vê com bons olhos a chegada do Sheraton.

“Não é nem uma questão de necessidade. Santos está com uma rede hoteleira ampla, mas o Sheraton é alto padrão, cinco estrelas. O público que é mais exigente terá uma opção forte na região”.

Questionado se o preço médio da hospedagem pode sofrer algum impacto com o hotel, Lopes afirma que os preços já foram ajustados.

“Antes, as pessoas diziam que Santos era uma cidade cara para se hospedar. Hoje, não falamos mais isso. Temos muitas opções e com faixas de preço distintas”.

Após uma temporada fraca para os hotéis em 2016, o presidente do Sinhores comenta que janeiro já deu provas de que a temporada será diferente.

“Esse mês deu uma força extra para o setor hoteleiro da Baixada Santista. O ano passado foi muito ruim para os hotéis, mas a situação tende a melhorar em breve”, comenta o diretor sindical.

Gigante da hotelaria

Desde setembro do ano passado, a Sheraton pertence à maior rede hoteleira do mundo, a Marriott International, que comprou a Starwood Hotels & Resorts Worldwide, em um acordo de US$ 13,6 bilhões (R$ 49,09 bilhões).

A negociação deixou o grupo Marriott com 5,7 mil estabelecimentos, mais de 30 marcas e aproximadamente 1,1 milhão de quartos em 110 países.

Mais empregos no Corporate

Após fechar 2016 com perda de 19.573 postos de trabalho formais, com carteira assinada, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Baixada Santista começa 2017 com sinais de recuperação, pelo menos em médio e longo prazos, em Santos.

Se para o primeiro semestre de 2018 o Sheraton já sinaliza com até 200 novos empregos diretos, o restaurante Outback Steakhouse, que tem previsão de inauguração para final de março ou início de abril, confirma 100 novos empregos na sua primeira unidade na região, que também fará parte do complexo Praiamar Corporate.

Não é possível apontar quantos novos empregos serão criados com o pleno funcionamento da torre comercial do Praiamar Corporate, mas o diretor do Grupo Mendes, Paulo Mendes, crava que cerca de 4 mil pessoas vão ocupar o prédio. Além do hotel, o empreendimento conta com uma torre comercial e outra residencial.

“Tínhamos uma expectativa de ocupar toda a torre em até três anos após o início das operações. Hoje, esse número caiu para um ano e meio”.

http://www.atribuna.com.br/noticias/detalhe/noticia/hotel-sheraton-deve-gerar-200-empregos-em-santos/?cHash=47463455967566a3511c36eaf9bb53f3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *